domingo, 7 de março de 2010

Der Junger und die Mädchen*

      Hoje eu estava conversando com o meu namorado e ele me contou uma história de um menino e uma menina. Só no meio da história é que eu fui perceber que era a nossa história. A história do nosso primeiro beijo e me fez a pessoa mais feliz do mundo. * o significado do título é " O menino e a menina" e está em alemão.  A história que ele contou foi a seguinte:
                   O Nosso Primeiro Beijo
      " A menina ao olhar para o céu, em seus pensamentos fixo no céu, e o menino ficou olhando a menina olhando pro céu e achou uma coisa em comum! - Ela também gosta de ver as estrelas.
        Agora eu falarei alguma coisa que aconteceu quando o menino estava no banco e a menina estava ao lado dele. Ele ficou com o braço atràs dela, com a mão no ombro e retirou só para mudar de posição.A menina não gostou. Pegou o braço do menino, querendo ele mais perto dela.O menino ficou muito contente em seu braço ser requerido pela menina.
        O menino, por sua vez, se mudou de lado. Ele estava do lado direito dela e agora foi para o lado esquerdo. O menino ficou prestando atenção no que estava acontecendo mais adiante, olhado reto, fingiu que não sabia que a menina estava olhando para ele como se ela estivese hipinotizada/babando/ ou simplismente olhando pro menino. Ele ficou tão feliz por dentro que quase sorriu, mas fez cara de sério.
        O menino olhou para a menina, a menina olhou para o menino. Fez quase mágica. O menino, ao olhar para a menina nos olhos, pensou que o "menino dos olhos" de ambos* poderiam fazer um acordo e esse acordo poderia ser bem legal em que ambos poderiam ficar juntos, dar abraços, beijos e carinho entre ambos. Um "acordo" que poderia ser feito sem que escrevessem um documento concordando com a burocracia vingente.
        Mas o olhar da menina foi como uma mágica para o menino, quase falando como nos desenhos animados! Então, o menino falou que se ele quisesse uma coisa que a menina talvez não quisesse, mas também poderia querer e era uma coisa que ele queria fazer. Mas o menino estava com medo de fazer algo e depois apanhar por não poder fazer tal coisa.
        Será que a menina poderia fazer um negócio?
       O menino queria muito fazer algo, no pensamento dele ele queria dar um beijo na menina e achava que a menina também queria beijá-lo, pois o menino percebeu que a menina estava admirando o menino.
       Mas e se a menina só estava pensando em alguma coisa e estava olhando apenas para ele?
       Então o menino pensou que se ela olhava para o menino, olhava para o seu cabelo, seu nariz, seus olhos, essa coisas e seu corpo se aproximava. O menino também percebeu que quando a menina olhava para ele algo no seu peito tremia mais rápido, podia ser seu coração.
       Ele ficou falando para a menina que queria fazer algo que ele achava que a menina também queria fazer, mas tinha vergonha ou receio de fazer pois o menino, como tínhamos falado antes, era meio tímido. E então, o menino ao ficar olhando para a menina sentiu que deveria fazer o que ele estava querendo fazer. O que seu coração mandava, então se aproximou da menina. Mui bela era a menina. Ele se aproximou, colocou uma de suas mãos no ombro da menina e a outra mão o menino colocou no rosto da menina fazendo uma "trilha" partindo do queixo à nuca, suavemente se aproximou da menina. E então não beijou. Ele ficou com a boca perto da menina deixando a menina escolher se recebia o beijo no rosto ou na boca. Então em uma decisão de ação-pensamento-reação, foi de apenas 1,5 segundos.
       E o menino que escreve agora ficou impressionado como nosso cérebro é incrivel porque em uma fração de segundos escolheu seu destino.Que traçado, fazendo 8 meses, que esse menino é muito apaixonado por essa menina e sente muita falta dessa menina pois não ve sua amada todos os dias."

      Ass.: Edimilson menino apaixonado
 * ele quis dizer o reflexo dele nos meus olhos.
               

Um comentário: